quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Poemas para ler sem respirar: O amor

Às vezes o amor é tão grande que extravasa do meu peito e invade os pulmões espalhando-se pelas veias tomando conta de mim e de tudo e de toda palavra que minha boca fala ou pensamento em que minha alma vagueia ao caminhar não importa o lugar ou olhar
seja a terra
uma parede
ou o mar
que me faz sentir quase fisicamente esse amor a tudo abraçar embora noutras vezes ele se pareça com um minúsculo grão de areia num dos cantos de uma mal iluminada e gigantesca sala cujo vazio a tudo permeia.

6 comentários:

Algo estranho?